O PODER QUÂNTICO DA MENTE ATRAVÉS DO COLAPSO DA FUNÇÃO DE ONDA

images

Pesquisas realizadas por Joseph Ledoux,  neurocientista norte-americano, mostraram que, quando as pessoas  têm o hábito de raciocinar e refletir  em profundidade sobre as coisas que lêem,  ouvem ou aprendem,  surgem novos espinhos dendríticos no corpo dos neurônios cerebrais envolvidos no esquema sináptico. John Eccles, neurofisiologista australiano, Nobel de Medicina de 1963, também já havia postulado algo parecido, através das suas intuições sobre a Autoconsciência Humana. 

Certamente você já sabe que os dendritos são pontos de entrada por onde a informação entra nos neurônios, e quanto mais pontos de entrada mais informações  entram, e consequentemente maior é o nível de compreensão possibilitado pelo conhecimento produzido. Ou seja, quanto mais dendritos,  maior é a compreensão sobre as coisas.   

O que é importante você compreender sobre esse assunto, é o poder que o processo da compreensão profunda exerce sobre a matéria cerebral, a ponto de aumentar o seu volume pelo acréscimo de espinhos dendríticos. Você está enganado se achar que isso tem importância somente como informação científica, e nesse texto nós vamos deixar isso bastante evidente.

De fato. Que poder é esse da nossa mente, capaz de materializar matéria cerebral? Além dos espinhos dendríticos, existe  alguma outra evidência científica de que a mente humana possui, de fato, esse imenso poder de materializar coisas? Sim: a Física Quântica, através do chamado Colapso da Função de Onda.

Segundo o Princípio da Complementaridade na realidade quântica da dimensão ondulatória as partículas existem invisivelmente, numa realidade sem tempo e sem espaço, onde as coisas podem surgir do nada e desaparecer do nada, é nisso que em Física de Partículas o formalismo da Teoria Quântica de Campo faz os físicos acreditarem. 

Com base no Princípio da Simetria CTP – segundo o qual as leis do universo são válidas para quaisquer transformações no tempo, no espaço e nos espaços eletromagnéticos – essa fenomenologia quântica fantasmática observada em nível de Física de Partículas, também vale para a realidade cósmica, onde nós vivemos os  nossos cotidianos de atividades e projetos.

Quando uma partícula em seu estado quântico/ondulatório  entra em contato com uma mente humana, através da observação, ela instantaneamente se materializa, ganhando massa e passando a existir na realidade física, e esse processo quântico nós, físicos, chamamos de Colapso da Função de Onda, uma postulação que primeiramente foi intuída pelo físico húngaro Eugene Wigner, Nobel de Física, e atualmente transformada numa doutrina canônica entre a maioria dos físicos quânticos. 

Para você que está interessado em utilizar a Física Quântica como ferramenta para resolver problemas e concretizar projetos, isso tem importância na medida em que se constata que, através do Colapso da Função  de Onda a realidade material subordina-se á realidade mental, ou seja, subordina-se à intencionalidade humana. Experimentos e teorias comprovam isso, como a tese do Gato de Schrödinger, a Cadeia de von Neumann, O Efeito Zeno Quântico, o Experimento EPR sobre o Efeito Não-Local, o Experimento da Fenda Dupla, por exemplo.   

Osny Ramos

Saiba como utilizar os princípios quânticos na sua vida: receba um E-BOOK GRATUITO de Física Quântica com a versão resumida da obra do prof.º Osny Ramos.